UNIFAL-MG prioriza Assistência Estudantil no descontingenciamento orçamentário

Na última segunda-feira (10/06), a UNIFAL-MG teve 8% de seu limite orçamentário para custeio liberado. Diante desse descontingenciamento, a Reitoria decidiu priorizar a Assistência Estudantil, uma vez que ainda há bloqueio nas demais rubricas e que a evasão discente por falta de recursos é uma perda irremediável para a Instituição. Dessa forma, quase R$ 1,5 milhões que estavam contingenciados da Ação 4002 do Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes) será integralmente reposta, restaurando os valores discriminados pelo Colegiado de Assuntos Estudantis em 10/01/2019.

“Embora seja muito difícil fazer previsões no que diz respeito ao MEC, com esta ação, esperamos que não haja novos prejuízos para a Assistência Estudantil, em especial para Assistência Prioritária, até o fim deste ano”, afirmou o pró-reitor da Prace, Prof. Wellington Ferreira Lima. De acordo com ele, a priorização do descontingenciamento na Assistência Estudantil foi uma posição unânime da gestão porque o impacto da limitação orçamentária para os alunos de baixa renda é imediato.

No entanto, segundo o pró-reitor, a rubrica de que dependia o subsídio que reduzia o custo do Restaurante Universitário para estudantes sem perfil no Programa de Assistência Prioritária continua limitada e o subsídio não poderá ser retomado.

A Prace informou que voltará a receber pedidos de auxílios viagem a partir da próxima semana, e os auxílios creche e permanência suspensos voltarão a ser pagos em julho.

Copy link
Powered by Social Snap