Dicas para cuidadores informais é tema de informativo do projeto Comunicação e Informação em Enfermagem e Saúde

2019 / Volume 2 / Edição 5

O que é cuidador informal?  É um indivíduo sem formação profissional para tal, que presta qualquer tipo de cuidado às pessoas dependentes, de acordo com as necessidades, sem remuneração.

Consequências: Estudos apontam que o cuidador informal se sente muito atarefado, impotente, solitário, sem apoio da família e do sistema de saúde, sobrecarregado física e psicologicamente, o que traz efeitos negativos para todos os envolvidos.

Dicas para redução da sobrecarga:

1) Dividir afazeres: Contar com outras pessoas para que tenha tempo livre para si mesmo e para se relacionar com outras pessoas;

2) Relaxar: Reservar momentos do dia para se distrair, praticar atividades de lazer e aliviar o estresse;

3) Exercitar-se: No dia a dia, procure acrescentar 30 minutos de atividades físicas e alongamentos como os sugeridos ao lado, pois reduzem os impactos do esforço físico rotineiro;

4) Ter alimentação saudável: A energia, as proteínas, as vitaminas e os minerais necessários para manter a saúde física e mental estão nos alimentos;

5) Buscar ajuda: Na Estratégia Saúde da Família (ESF) mais próxima para saber mais sobre capacitações/orientações e sobre quais serviços/atividades são ofertados.

Benefícios: Caso o idoso dependente não tenha acesso à renda, é possível recorrer ao Sistema Único de Assistência Social e buscar mais informações sobre o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), a aposentadoria por idade e aposentadoria por invalidez.

Telefones úteis: Disque-saúde – 0800 61 1997; SAMU – 192; Corpo de Bombeiros – 193; Polícia – 190.

Este informativo é produto do Projeto de Extensão: Comunicação e Informação em Enfermagem e Saúde, que tem por objetivo principal informar a população em geral sobre temas em saúde.

Referências: BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Caderno de Atenção Domiciliar: Melhor em casa. Brasília, DF, v. 1, 2012. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Guia Prático do Cuidador.  Brasília, DF, 2008.

Autores: NASSIF, M.S.; SILVA, B.D.; MELO, C.P.; OLIVEIRA, D.S; PAIVA, E.M.C.; RIBEIRO, J.F.; CARVALHO, M.L.N.; OLIVEIRA, P.E; FERREIRA, P.M; MELO, R N R.; MUNHOZ, A.A.S.G.; FRANCISCO, S.C.; CHAVES, E.C.; SILVA, S.A.

Colaboração: PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL – PET/ENFERMAGEM – UNIFAL-MG; ESCOLA DE ENFERMAGEM; PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO.

Colaboração: Grupo do projeto de extensão Comunicação e Informação em Enfermagem e Saúde

Copy link
Powered by Social Snap