Estudo desenvolvido no Laboratório de Novos Materiais e Dispositivos da Universidade é reconhecido em evento da Sociedade Brasileira de Pesquisas em Materiais

Um estudo desenvolvido pelo grupo de pesquisa coordenado pelo professor Hugo Bonette de Carvalho, do Instituto de Ciências Exatas (ICEX) da UNIFAL-MG, no Laboratório de Novos Materiais e Dispositivos (LNMD), ganhou notoriedade nacional no meio científico, com a premiação de um trabalho voltado para a otimização de óxido de zinco (ZnO) nas suas diversas aplicações, possibilitada pela inserção de manganês (Mn) ao sistema.

A premiação aconteceu na última edição do 18º Brazilian MRS Meeting, realizado pela Sociedade Brasileira de Pesquisas em Materiais (SBPMat) em Santa Catarina, oportunidade em que a doutoranda Viviane Maciel de Almeida, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), integrante da Rede Temática em Engenharia de Materiais (REDEMAT), na qual o professor Hugo da UNIFAL-MG é credenciado e orientador da acadêmica, apresentou resultados da pesquisa intitulada “Studies on the Mn incorporation into the wurtzite ZnO structure via solid state reaction: Functionalization via defect engineering”.

Segundo o orientador, a premiação é resultado do empenho de todos os membros do grupo de pesquisa.  “O trabalho agraciado com a premiação é na verdade parte de um esforço coletivo de todo nosso grupo, integrando não só a doutoranda Viviane, mas também, vários outros discentes, com destaque para o aluno Felipe dos Santos Vieira, egresso do Programa de Pós-Graduação em Física (PPGF) e atualmente aluno do curso de Matemática da UNIFAL-MG”, conta.

Para otimizar as aplicações do óxido de zinco, material considerado multifuncional devido suas propriedades que permitem ser utilizado em diversas áreas, os pesquisadores trabalharam com a engenharia de defeitos, incorporando íons de manganês ao sistema a fim de obter uma melhoria considerável em sua eficiência.

Prof. Hugo explica que a doutoranda Viviane realizou a pesquisa sob sua orientação junto à equipe da UNIFAL-MG. “Em nosso laboratório trabalhamos no desenvolvimento de materiais óxidos multifuncionais em caráter experimental, preparamos estes materiais em escala volumétrica, filmes finos e manométricos, com foco principal nas aplicações em spintrônica, fotocatálise e na otimização de sistemas de conversão de energia óptica e térmica em energia elétrica, células fotoelétricas e dispositivos termoelétricos”, detalha.

A importância do prêmio

Doutoranda Viviane Maciel de Almeida, que desenvolveu o estudo contemplado durante o evento (Foto: Reprodução/Portal Ufop)

Conforme o orientador, a premiação coloca em destaque no cenário nacional o trabalho do grupo de pesquisa. “É o reconhecimento da qualidade e significância dos resultados que temos obtido. É fruto, é claro, também da seriedade, dedicação e empenho no cumprimento das atividades acadêmicas e de pesquisas de todos os membros de nosso grupo, sem exceções”, ressalta.

Afirmando ser gratificante receber a distinção, o pesquisador diz que a premiação é importante ainda, para dar visibilidade ao trabalho e ao grupo, abrindo portas para colaborações nacionais e internacionais, estendendo assim a rede de relacionamentos da equipe. “Estes novos canais potencialmente nos darão acesso a recursos e infraestrutura que não dispomos localmente, nos permitindo atingir objetivos e resultados ainda mais significativos”, reforça. “De modo particular, não só para a Viviane, mas também para todos os nossos discentes e futuros egressos, esta mesma rede de relacionamentos e o próprio reconhecimento do trabalho pavimentam seus caminhos no sentido de uma colocação segura no meio acadêmico/trabalho. O que é sobremaneira importante, dado o cenário atual de financiamento e trato do sistema educacional e de pesquisas em nosso país”, acrescenta.

A doutoranda Viviane expressou satisfação pelo reconhecimento recebido durante o evento. “Foi muito gratificante e uma honra ter o trabalho reconhecido no B-MRS Meeting, pois o congresso é referência na área de pesquisa em engenharia e ciências dos materiais. Conseguir destaque entre as centenas de trabalhos que foram apresentados é um grande incentivo para a continuidade do meu trabalho e uma recompensa por todo o esforço que empreendi até aqui. Agradeço a todos que têm colaborado no desenvolvimento deste meu projeto e estendo a eles também os louros desta premiação”, enfatizou.

O prêmio foi estabelecido pela Sociedade Brasileira de Pesquisas em Materiais (SBPMat) em homenagem ao pioneiro da pesquisa brasileira de materiais Bernhard Gross. As pesquisas premiadas são avaliadas pela qualidade do resumo submetido e da apresentação, bem como pela significância da contribuição científica dada pelo trabalho.

Copy link
Powered by Social Snap