Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia realiza o seu 1° Ciclo de Palestras com a participação de docentes da UNIFAL-MG e de outras instituições

Na última sexta-feira (08/11), o Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia (PPGBiotec) promoveu o seu 1° Ciclo de Palestras, que reuniu docentes da UNIFAL-MG e de outras instituições de ensino (USP, UFSCar e UFSJ) a fim de promover debates sobre tecnologia, resíduos agroindustriais, processos fermentativos e biocatalisadores.

O evento, organizado pelos professores do Instituto de Química da UNIFAL-MG e coordenadores do PPGBIOTEC, Adriano Aguiar Mendes e Daniela Battaglia Hirata, fez parte das atividades desenvolvidas pelo mestrado, o qual teve a sua primeira turma em 2019. “Nós estamos muito felizes por poder organizar o evento: eu, a Profa. Daniela e os nossos amigos e colaboradores que deram suporte para realizar a atração, para trazer pessoas que apresentam uma larga experiência em diferentes aspectos da biotecnologia”, disse o Prof. Adriano, que deu as boas-vindas aos convidados e, em seguida, ministrou a palestra intitulada “Tecnologia para a Indústria 4.0”, na qual relacionou as transformações históricas e sociais aos avanços tecnológicos das novas indústrias, presentes na 4ª fase da Revolução Industrial, e à biotecnologia.

Ao longo da manhã, os participantes também puderam interagir com os palestrantes, bem como prestigiar a apresentação da Profa. Ana Karine Furtado de Carvalho, da USP, sobre os resíduos agroindustriais e as novas perspectivas para uma biorrefinaria integrada. No período da tarde, para finalizar o evento, os professores Edson Romano Nucci, da UFSJ, e Paulo Waldir Tardioli, da UFSCar, ministraram, respectivamente, as palestras “Aplicação de diferentes tipos de modelagem e simulação de processos fermentativos” e “CLEAs magnéticos como biocatalisadores para aplicações em biotransformações de interesse industrial”.

Sobre o Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia

Durante a palestra de abertura, o Prof. Adriano ressaltou as duas linhas de pesquisa do Programa, a de “Biomoléculas” e a de “Reaproveitamento de Resíduos Agroindustriais”, as quais se destacam por ter o objetivo de formar profissionais com capacidade para atuar nas áreas de pesquisa e ensino, assim como no setor industrial, com a utilização de processos biotecnológicos que gerem impactos sociais e científicos nas diversas áreas em que a Biotecnologia atua.  No momento, 10 discentes participam do mestrado, que está com processo seletivo aberto até o dia 19/11.

Os interessados em ocupar uma das 12 vagas disponíveis para o próximo ano devem acessar este link.

Para mais informações sobre o Programa, confira o endereço eletrônico do PPGBiotec.

Fotos: Dicom/UNIFAL-MG

*Milena Favalli Simão é estagiária da Diretoria de Comunicação Social da UNIFAL-MG

Copy link
Powered by Social Snap