Docentes da Faculdade de Medicina gravam vídeos com dicas e orientações para combater o coronavírus

A Faculdade de Medicina (FAMED) da UNIFAL-MG criou uma série de vídeos informativos, gravados voluntariamente por médicos docentes da Universidade, para alertar a população a respeito da situação de emergência provocada pelo coronavírus.

Confira a seguir o InformaFAMED:

Prof. Luís Fernando Lopes de Oliveira – médico cardiologia
“Você que tem doença do coração, doenças pulmonares, pressão alta, diabetes, fique em casa. Evite ir no supermercado, evite ir em farmácia, evite ir em unidades de saúde e encontrar uma infecção, que eventualmente, você poderia evitar de pegar.”

Prof. Rubens Bittencourt – médico da saúde da família e comunidade

“Medidas simples que a gente deve adotar aqui no Brasil: não sair de casa, somente em hipóteses realmente necessárias e quando sair fazer a higienização das mãos, usar água e sabão, usar o álcool gel e, quando voltar ao seu lar, fazer todas essas medidas preventivas.”

Prof. Cristiano Martins Trindade – médico especialista em clínica médica

“Quando devemos procurar o atendimento nos postos de saúde e hospitais? Se está com sintomas leves, como coriza e febre baixa, procure ficar em casa e evitar o uso de anti-inflamatórios. Procure o pronto atendimento apenas se apresentar febre alta e persistente, dificuldade respiratória ou falta de ar.”

Prof. Eli Ávila Souza Júnior – médico especialista em Ortopedia e professor de Medicina de Família e Comunidade

“Uma das causas mais comuns de internação de crianças, jovens e adultos, são as lesões causadas por fatores externos, como acidentes automobilísticos. Se o sistema de saúde estiver sucateado devido aos portadores de coronavírus, não haverá espaço para essa população mais jovem que sofrer por causas externas que vão continuar acontecendo durante a pandemia.”

Profa. Gabriela Itagiba Aguiar Vieira – médica especialista em Medicina de Família e Comunidade

“O álcool gel é recomendado como antisséptico pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde. Ele ajuda na prevenção e contágio do coronavírus. Algumas receitas estão circulando na internet recomendando a produção de álcool em gel com álcool líquido concentrado, mas o álcool em altas concentrações aumenta muito o risco de acidentes, incêndios e queimaduras. “

Prof. Gil Horta Passos – médico especialista em Ginecologia e Obstetrícia

“As gestantes não são, necessariamente, integrantes do grupo de risco. Outra dúvida frequente é quanto a amamentação, que não está contraindicada, uma vez que as últimas pesquisas mostraram ausência de vírus no leite materno e no líquido amniótico de gestantes.”

Esses e outros vídeos do InformaFAMED estão disponíveis neste link, não deixe de acompanhar as postagens!


Copy link
Powered by Social Snap