Consultas médicas especializadas feitas pela Clínica de Especialidades Médicas da UNIFAL-MG registram mais de 1.570 atendimentos durante a pandemia; atendimento gratuito à população retornou em junho

Desde junho, a turma do 6º ano do curso de Medicina, em internato, retomou os atendimentos gratuitos na Clínica de Especialidades Médicas (CEM) da UNIFAL-MG, após um período de suspensão das atividades presenciais em decorrência da pandemia. De lá para cá, já foram realizadas mais de 1.570 consultas.

Para adequar às exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Clínica de Especialidades Médicas segue rigorosamente as medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas durante a assistência aos casos suspeitos ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus. Além disso, acompanha as atualizações de medidas de segurança orientadas também pela Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais e pelo Ministério da Saúde.

A equipe da Clínica de Especialidades Médicas passou por treinamento sobre os cuidados de paramentação e higiene que devem ocorrer antes, durante e após o atendimento aos pacientes. “A fim de garantir a segurança dos pacientes, funcionários, professores e alunos, utilizamos EPIs recomendados por estas normativas, a respeito ao distanciamento, limitação do número de pessoas nos consultórios, organização dos atendimentos com senhas e triagem dos pacientes para sintomas respiratórios antes das consultas de especialidades”, explica a professora Evelise Soares, diretora da Faculdade de Medicina (FAMED).

Estudantes do internato em pausa para uma pose durante o atendimento na CEM. (Foto: arquivo equipe da CEM)

Atualmente, os atendimentos são realizados por 60 estudantes do curso de Medicina que se encontram em internato. “O internato envolve práticas na Estratégia de Saúde da Família (atenção primária), em ambulatórios de especialidades (atenção secundária) e em hospitais e pronto atendimentos médicos (atenção terciária), todos atendimentos são supervisionados pelos professores da FAMED em suas diferentes especialidades e por preceptores (médicos) do corpo clínico dos hospitais e unidades de saúde”, conta Profa. Evelise. Segundo ela, os atendimentos são realizados e discutidos entre docente e discente para melhor assistência ao paciente em seu tratamento.

Do ponto de vista da diretora da FAMED, o funcionamento da CEM durante a pandemia é importante não apenas por permitir a continuidade do tratamento, como também pela possibilidade de atender as demandas do município. “As atividades do internato médico garantem a assistência aos pacientes e a continuidade dos tratamentos, pois muitos necessitam de retornos constantes as especialidades para o acompanhamento, prescrições medicamentosas, adequações nos esquemas terapêuticos e consultas de novos pacientes. Hoj,e com diversos atendimentos em especialidades na CEM, auxiliamos na diminuição das demandas de especialidades reprimidas no município”, comenta.

Experiência de quem atuou em plena pandemia no atendimento durante os últimos quatro meses

“Nos sentimentos entusiasmados com o retorno, o qual trouxe um grande benefício à população da região, uma vez que os postos de saúde também estavam com os atendimentos limitados e os hospitais com as alas lotadas” – afirma Bianca, médica recém-formada pela UNIFAL-MG (Foto: arquivo da Faculdade de Medicina)

Em relato, a acadêmica Bianca Meneghini Muschioni que, inclusive colou grau em Medicina na semana passada (30/09), compartilhou a experiência vivida nesses últimos meses em atendimento na Clínica de Especialidades Médicas. “A pandemia causou um grande alvoroço na sociedade e em detrimento ao isolamento social no início do ocorrido fato, fomos forçados a fechar as portas da clínica por quase três meses. Diversas consultas foram desmarcadas e muitos pacientes ficaram sem a continuidade dos atendimentos. Contudo, percebemos que o nosso trabalho não poderia cessar mais e, apesar da Covid-19 ainda em alta, a população carecia de cuidado de suas doenças crônicas, as quais não podem ser subestimadas e esquecidas”, afirmou.

De acordo com Bianca, as filas de esperas cresciam cada vez mais com a suspensão dos atendimentos e isso se distanciava do objetivo da CEM. “Tudo isso nos encorajou a voltar com as atividades sem receio. Fomos preparados pelos docentes antes do retorno, realizamos quarentena em domicílio e testes de Covid-19; implantamos a triagem de COVID antes das consultas na clínica, a higienização das mãos e fornecimento de álcool em gel. O uso de máscara foi obrigatório para todos, assim como o distanciamento social”, conta.

A médica também ressalta o benefício do funcionamento da CEM e a satisfação para os universitários em poder fazer o bem pela saúde da população. “Nos sentimentos entusiasmados com o retorno, o qual trouxe um grande benefício à população da região, uma vez que os postos de saúde também estavam com os atendimentos limitados e os hospitais com as alas lotadas”, diz.

Bianca observa, entretanto, que ocorreu a ausência de pacientes nas consultas agendadas durante essa pandemia. “Devo destacar que houve, porém, uma evasão de pacientes às consultas nesse período de pandemia. Solicitamos a colaboração de todos para a confirmação das consultas com a secretaria e em sua impossibilidade de ida, ceder a vaga ao próximo que necessita”, alerta.

Comentando o carinho e o cuidado com que a equipe da Clínica de Especialidades Médica busca ter na relação com os pacientes, Bianca acrescenta: “Para nós alunos é uma enorme satisfação promover esse cuidado humano e ao mesmo tempo aprender sobre a medicina clínica e humanística.”

Quais especialidades médicas são encontradas na CEM?

Na Clínica de Especialidades Médicas é possível encontrar as seguintes especialidades:

  • Cardiologia
  • Cirurgia Vascular
  • Climatério
  • Clínica Geral
  • Dermatologia
  • Ginecologia Geral
  • Hebiatria
  • Hematologia
  • Mastologia
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neuropediatria
  • Oftalmologia
  • Ortopedia
  • Pediatria Alto Risco
  • Pediatria
  • Planejamento Familiar
  • Pneumologia
  • Pré-natal Baixo Risco
  • Pré-Natal Patológico
  • Psiquiatria
  • Reumatologia
  • Ultrassonografia Ginecológica
Como é o procedimento para ser atendido na Clínica de Especialidades Médicas?

Os atendimentos na Clínica de Especialidades Médicas continuam seguindo o fluxo de agendamento, já realizado antes da pandemia, ou seja, o paciente para ser atendido na especialidade necessita de encaminhamento da atenção primária (seu PSF de referência).

Observação: Por orientação da Secretaria de Saúde de Alfenas até o momento não estão sendo realizadas consultas pelo Convênio CISLAGOS, uma vez que os pacientes do convênio necessitam se deslocar de outros municípios para serem atendidos na CEM.

Copy link
Powered by Social Snap