Fisioterapia da UNIFAL-MG é o 3º curso mais bem avaliado do Brasil; nota máxima no Enade classifica o curso da Universidade entre os melhores do país

Pela terceira vez consecutiva, o curso de Fisioterapia da UNIFAL-MG conquistou nota máxima (5) no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), conforme resultado da aplicação de 2019, divulgado no final do mês de outubro de 2020. A nota, alcançada pelo curso no Conceito Enade Contínuo, posicionou-o ainda, entre os três melhores cursos de Fisioterapia do Brasil.

Entre os estudantes concluintes que participaram do exame na UNIFAL-MG, a opinião é unânime ao destacar as razões para o desempenho: infraestrutura adequada, corpo docente e técnico qualificado e possibilidade de aprender com a prática em programas e projetos de extensão.

“Uma universidade com bom desempenho mostra que a formação ofereceu estrutura para o desenvolvimento de um bom profissional”, afirma o discente Afonso Lima.
(Foto: arquivo pessoal do discente)

Para o discente Afonso Lima, a nota conquistada reflete o que a Universidade oferece para o currículo na graduação. “Uma universidade com bom desempenho mostra que a formação ofereceu estrutura para o desenvolvimento de um bom profissional, além disso, é um feedback para a universidade, de que está no caminho certo”, diz.

Afonso afirma ter sido bem preparado pelos professores para o exame, o que contribuiu para ter tranquilidade no momento de participar do Enade 2019, uma vez que a avaliação se pautaria no conteúdo de estudos e na prática no decorrer do curso.

“O curso de Fisioterapia da UNIFAL-MG é muito completo, nós temos uma extensa grade curricular de matérias básicas que são fundamentais para o raciocínio das matérias específicas, além disso, todas as disciplinas, sem exceção, são ministradas por excelentes professores”, comenta. “Tudo isso ajuda a consolidar o aprendizado e desenvolver o raciocínio, a nota conquistada no Enade é reflexo do ótimo substrato oferecido pela Universidade”, completou.

A opinião da coordenadora do curso, professora Ligia de Sousa Marino, confirma a percepção do estudante, ao ressaltar o corpo docente capacitado nas diversas áreas de conhecimento, bem como a significativa infraestrutura com laboratórios especializados, clínica e acesso a tecnologias que beneficiam o processo de ensino e aprendizagem. “O curso de Fisioterapia procura manter uma dinâmica e rotina constante, visando a qualidade do curso e a formação de alunos capacitados para entrarem no mercado de trabalho”, afirma.

Segundo Profa. Ligia, o resultado é uma consequência do esforço contínuo de todo o corpo docente, técnico e colaboradores, apoiados pela direção do Instituto de Ciências da Motricidade e gestão da UNIFAL-MG. “Há uma busca permanente em melhorar a infraestrutura, buscar novos conhecimentos por meio de cursos de capacitação e incentivar os alunos a serem ativos na tríade ensino-pesquisa-extensão”, diz.

“Os projetos de extensão nos aproximavam da realidade dentro da profissão e contávamos com uma infraestrutura de primeira linha”, destaca o acadêmico Luiz Fernando Xavier.
(Foto: arquivo pessoal do discente)

Luiz Fernando Xavier, discente concluinte que também participou do Enade 2019, comenta que o excelente desempenho no exame se deve principalmente, à atuação dos professores durante as aulas, oportunidades em que compartilham a admiração pela profissão, motivando os discentes. “Isto sempre serviu de impulso para todos os alunos cada vez mais buscarem serem melhores”, frisa, completando: “Eles também são professores de excelência, com muito conhecimento”, diz.

O acadêmico também aponta os projetos de extensão como outro motivo para a nota máxima alcançada. “Os projetos de extensão nos aproximavam da realidade dentro da profissão e contávamos com uma infraestrutura de primeira linha, afinal, nossas salas de aula e clínica são ótimas”, afirma.

Ao falar sobre o que representa para a UNIFAL-MG esse resultado, o reitor, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, enfatiza que o sucesso do curso de Fisioterapia representa muito, juntamente ao avanço consistente dos demais cursos da UNIFAL-MG. “Esse resultado diz dos gestores da Universidade, da unidade acadêmica e do próprio curso que precisam dia a dia planejar e tomar decisões que impactam na qualidade da formação ao longo do tempo”, pontuou Prof. Sandro.

O reitor destacou também o protagonismo dos docentes, TAEs, colaboradores terceirizados e, sobretudo, dos estudantes. “O resultado diz também do corpo docente e técnico, efetivos e terceirizados, que com sua excelência acadêmica e expertise profissional oferecem aos estudantes uma oportunidade de aprendizado de qualidade insubstituível. Por fim, diz muito de nossos estudantes que, oriundos de diferentes classes sociais, superam dificuldades e limites e com dedicação e paixão por sua escolha se formam nessa comunidade que busca cada vez mais excelência com inclusão e compromisso social.”

 

Desafios para manter um curso de excelência

Atendimento em uma das salas da Clínica de Fisioterapia.
(Foto: Dicom/UNIFAL-MG)

Manter a qualidade do curso que alcança o conceito 5 pela terceira vez consecutiva é algo que envolve muitos desafios.

O que garante esse conceito é a dedicação do corpo docente e discente, o que de acordo com a Profa. Ligia, contribui para vencer algumas batalhas ao longo do caminho. “Passamos por dificuldades inerentes a todos os cursos de graduação oferecidos em universidade federal, como falta de recursos financeiros. Além disso, nossos alunos enfrentam muitos desafios ao se mudarem da casa de seus pais, cursar uma graduação intensa em conteúdo e em período integral e enfrentar o novo. Um grande desafio é nós, docentes, nos tornarmos um ponto de apoio e incentivo aos alunos”, conta.

Na avaliação da Profa. Ligia, desenvolver o processo de ensino e aprendizagem tendo o acadêmico como ponto central é o principal objetivo dos docentes do curso. “Desde seu início, o curso trabalha e incentiva os aspectos éticos e também os aspectos sociais. Vários são os projetos de extensão que visam uma formação integral do nosso aluno, permitindo que ele garanta o melhor aprendizado nas áreas específicas da Fisioterapia, mas também, que ele deixe a universidade e entre no mercado de trabalho com responsabilidade ética e atuando no cuidado humanizado”, explica.

 

Impactos dos resultados para o curso

Em projeto de extensão, estudantes trabalham os movimentos com participantes da comunidade.
(Foto: arquivo da coordenação do curso)

Conforme Profa. Ligia, a nota dada pelo MEC impacta positivamente nas ações de todos os envolvidos no funcionamento do curso. O resultado do conceito 5 no Enade gera uma fonte de ânimo e de saber que todo esforço em manter a qualidade do curso está obtendo resultados positivos. Recebemos, também, a alegria de nos classificarmos em 3º melhor curso do país. Isso coloca o curso de Fisioterapia da UNIFAL-MG entre os cursos melhores conceituados, fazendo que os discentes em formação concluem seu curso aptos a assumir o mercado de trabalho”, afirma.

Ao comentar que a nota é importante para identificar o que precisa melhorar e certificar o que está dando certo na metodologia do curso, o discente Luiz Fernando manifesta alívio pelo resultado. “Concluir sabendo que sua universidade é de grande qualidade te dá mais confiança para o mercado de trabalho, que ultimamente anda muito competitivo.”

 

Além do curso de Fisioterapia, também os cursos de Medicina e Engenharia Ambiental da UNIFAL-MG conquistaram nota máxima no Enade 2019. Nos próximos dias, o Portal da UNIFAL-MG dará destaque para os demais cursos que obtiveram conceito 5.

Faça um tour virtual por alguns dos laboratórios da Clínica de Fisioterapia

Leia também: Engenharia Ambiental, Fisioterapia e Medicina da UNIFAL-MG obtêm nota máxima no Enade 2019; na avaliação, 89% dos cursos receberam notas 4 e 5

Copy link
Powered by Social Snap