“Cuidado ao paciente crítico com Covid-19” – Silvana Leite et al.

O desejo de contribuir para a formação de estudantes da área de saúde com foco no enfrentamento à pandemia de Covid-19 foi o que motivou um grupo de professores dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia da UNIFAL-MG a desenvolver um e-book intitulado “Cuidado ao paciente crítico com Covid-19”. A proposta teve origem em uma disciplina optativa ofertada durante as aulas do Regime Remoto Emergencial (REE).

Quem explica detalhadamente como se chegou à elaboração do e-book é a professora Silvana Maria Coelho Leite Fava, da Escola de Enfermagem (EE), responsável pela organização da publicação. Segundo ela, tratou-se de uma iniciativa para oferecer aos discentes, muitos dos quais na iminência da formatura e de inserção nos serviços para combate à pandemia, um material acessível para o cuidado ao paciente gravemente enfermo com Covid-19.

“Sabe-se que o vírus e suas manifestações ainda estão em estudo, muitos aspectos são desconhecidos e podem ser que mudem nos próximos meses, mas entende-se que em caráter emergencial seria importante um material que congregasse os principais aspectos do cuidado em situação crítica, pautado nas melhores evidências até então, para que profissionais de saúde e alunos estagiários pudessem acessar em seus espaços de atuação”, conta.

Autores do e-book. (Fotos: Arquivo Pessoal)

Estruturado em dois capítulos, o e-book reúne todo o preparo, as reflexões e discussões oportunizadas pela disciplina. O projeto do livro digital ganhou reforço com a colaboração dos docentes da Escola de Enfermagem: Prof. Rogério Lima, Profa. Roberta Seron, Profa. Eliza Dázio e a enfermeira Roberta Garcia; e do Instituto de Ciências da Motricidade (ICM): Profa. Caroline Kosour.

Além desse grupo, também contribuíram as discentes: Camila Mendonça, pós-doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF); Poliana Martins, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGENF); Jéssica Campos e Ana Paula, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação (PPGCR), e Camila Marcelo, graduanda em Enfermagem.

No primeiro capítulo, é possível compreender melhor a “Avaliação do Paciente Crítico com Covid-19”, a partir dos sete subcapítulos que tratam acerca da avaliação cardiovascular, da sepse e do choque séptico; da avaliação das alterações de coagulação; da avaliação respiratória; da avaliação renal e balanço hídrico, bem como da avaliação neurológica, tegumentar e da dor.

‘Cuidado ao Paciente Crítico com Covid-19’ é o titulo do segundo capítulo, que foi subdivido em dez partes que abordam os cuidados na coleta de material para exame; na ventilação mecânica no paciente com SARS- CoV-2; na prevenção de pneumonia associada à ventilação mecânica; com a monitorização invasiva e não invasiva; com o paciente no posicionamento no leito; na prevenção de lesão por pressão; ao paciente com ferida; com a dieta, com as eliminações e na prevenção de infecção do trato urinário.

De acordo com a professora Silvana, um dos grandes destaques da publicação pode ser encontrado na página 41 do e-book, no item sobre “Cuidados na Coleta de Material para Exame”. “A diferença entre o teste de PCR (padrão ouro) e os exames sorológicos de Covid-19 era uma dúvida frequente entre os alunos e possibilitou discussões produtivas entre o grupo durante a aula”, revela. De forma simplificada, os autores apresentam um quadro de orientação aos profissionais de saúde sobre o que devem avaliar no momento da coleta do exame, bem como o que deve ser confirmado, os motivos pelos quais devem ser analisados e a maneira como deve ser realizada a coleta.

Para Poliana Martins, que participou da disciplina ofertada que resultou na elaboração do e-book, o envolvimento na proposta possibilitou o processo de construção do conhecimento, a proximidade com profissionais e pesquisadores da área, e a integração com os acadêmicos da Graduação e Pós-Graduação.  “Pude observar benefícios profissionais, de ampliar o conhecimento na área de atuação; publicar em capítulo de livro ‘Cuidado ao Paciente Crítico Covid-19’ (e-book); planejar, elaborar plano de aula e ministrar aulas teóricas; e participar das aulas. Posso afirmar que o estágio docente nesta disciplina de responsabilidade da professora Silvana Leite foi de suma importância na construção da identidade profissional docente”, comenta.

Poliana participou da disciplina optativa Cuidados ao Paciente Crítico com Covid-19 após o ingresso ao mestrado no início deste ano (2020), o qual tem como atividade curricular para os estudantes de pós-graduação stricto sensu o estágio docente.

A discente do 7º período do curso de Enfermagem, Paloma Elisama de Oliveira, compartilhou a importância da disciplina ofertada, tendo em vista a complexidade da Covid-19, como doença que ainda não é muito conhecida quanto às suas manifestações. “Participar desta disciplina e poder aprender sobre a doença e ter esse material reunido em um só documento, com informações tão relevantes, foi uma grande oportunidade para minha formação profissional”, afirmou.

Os colegas do 7º período do curso de Enfermagem, José Edson Caetano da Silva e Igor Moraes Monteiro, compartilham da mesma opinião de Paloma. “Desde o momento em que eu soube que ela [disciplina] seria ofertada, não tive dúvidas que gostaria de poder participar e aprender ao máximo sobre a temática”, comentou José Edson.

Para o discente, o momento atípico impactado pela pandemia se distancia do senso de normalidade dos indivíduos o que exigiu adaptações da sociedade para não haver um colapso do sistema de saúde. “Vejo que a oferta de uma disciplina como essa na grade curricular de uma graduação em Enfermagem possui total preponderância na formação crítico-reflexiva dos futuros profissionais no contexto da assistência à saúde. Assim, ao longo da disciplina, nos foram ofertados mecanismos capazes de desenvolver em nós um olhar atento e uma atuação eficiente na promoção e no restabelecimento da saúde do enfermo com Covid-19”, destacou.

Igor também avalia que a disciplina proporcionou a ele uma bagagem enorme de conhecimento e habilidades por meio do compartilhamento de experiências e vivências de mestres qualificados. “Todas as práticas baseadas em evidências científicas foram repassadas de forma eficaz para que assim adquiríssemos base para uma boa prática assistencial diante um paciente com Covid-19”, disse. O acadêmico ressaltou ainda que a disciplina o auxiliou a desenvolver uma visão mais ampla sobre como os profissionais devem atuar frente a uma pandemia, e assim, melhorar a qualidade do cuidado que será prestado aos pacientes.

A boa notícia para os demais profissionais de saúde é que esse material pode ser acessado gratuitamente no repositório da Biblioteca da UNIFAL-MG,  neste link.

Copy link
Powered by Social Snap