Promoção de práticas esportivas e atividade física são aliadas para uma vida acadêmica mais saudável e sem estresse; confira notícia sobre Dia do Esportista

Nesta quarta-feira, dia 19/02, é comemorado o Dia do Esportista, data escolhida para marcar um momento de conscientização sobre a importância das práticas esportivas. Na UNIFAL-MG, o esporte e a prática de atividade física são incentivados tanto por ações da Pró-reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis (Prace) e das Ligas das Atléticas, quanto pelo Programa de Qualidade de Vida do servidor e por projetos de extensão, que visam a promoção da saúde e do bem estar para os membros da comunidade acadêmica.

O professor do curso de graduação em Fisioterapia e Educador Físico, Dennis William Abdala, acredita que celebrar a data é uma forma de conscientizar e esclarecer, o quanto o esporte, independente de qual seja, ou de qual cultura represente, é importante para a formação cidadã. “Muitos de nós conhecemos histórias de esportistas que se tornaram profissionais, vivendo do e para o esporte, dedicando muitas horas de treino por amor à sua modalidade. Mas, para além de títulos e medalhas conquistadas, o esporte tem a ‘magia’ de transformar vidas, tirando crianças e jovens das ruas e da ociosidade, dando a eles um objetivo de vida, com lições importantes que levarão para toda a vida. Os valores ensinados pelo esporte formam caráter, é uma educação cidadã, em que a valorização do outro torna-se importante para quem o pratica”, afirmou.

Tal conceito é explorado pelas Ligas das Atléticas da UNIFAL-MG, que atualmente somam 13 atléticas e reúnem atletas de diferentes cursos de graduação da Instituição. De acordo com a atual presidente da Liga, a discente de Nutrição Fabíola dos Santos Figueira, o intuito de integrar as atléticas é, além de fomentar uma rivalidade saudável e promover os jogos internos entre os estudantes, oferecer um momento de convivência e relaxamento: “como a maioria dos cursos da UNIFAL-MG acontecem em período integral, a prática do esporte tem sido uma válvula de escape do estresse diário que sofremos”. Atualmente, cada atlética tem, em média, de 20 a 40 atletas, que praticam handebol, vôlei, futsal e basquete, todos nas modalidades masculino e feminino.

Em 2019 os atletas da Liga foram campeões do campeonato Universitário do Sul de Minas na segunda divisão e a partir de 2020 poderão competir na primeira divisão

Para Fabíola, a integração entre esporte e Universidade promove ainda a revelação de atletas no ambiente acadêmico. “Os times da Liga mesclam os destaques de cada modalidade de diversos cursos e os reúne como uma seleção. Este ano temos grandes expectativas para o esporte na UNIFAL-MG e torcemos para que cada vez mais entrem alunos atletas e que nossos colegas continuem prestigiando e torcendo por quem participa das competições. Acredito que viver o esporte seja isso, você pode estar dentro ou fora de quadra, e mesmo assim contagiado com aquela energia boa”, disse, revelando ainda que em 2020 a Liga das Atléticas disputará pela primeira vez o Campeonato Universitário do Sul de Minas (JuMineiro) na primeira divisão.

A atuação da Liga acontece em paralelo a algumas ações do Departamento de Promoção e Prevenção (DPP) da Prace, responsável pela gestão das políticas de esportes voltadas à assistência estudantil. “A Liga sempre é convidada a participar dos processos decisórios do departamento. Debatemos desde os horários para uso do Centro Desportivo, passando pelas demandas estruturais e de equipamento, até culminar no apoio que prestamos aos Jogos Internos. Além disso, a Liga tem sido parceira da Prace em campanhas de inclusão social, apoiando-nos no combate à discriminação racial e de orientação sexual nos ambientes de práticas esportivas”, contou o coordenador do DPP, Prof. Marcos Coelho Bissoli.

Apesar do foco da Liga ser o esporte competitivo, por natureza histórica, os diálogos entre os membros e o DPP estão sempre transversalizados por temas mais amplos, como a promoção de saúde mental e de combate às doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), como as cardiovasculares, respiratórias e endócrinas (diabetes).

De acordo com o Prof. Marcos, vivemos um momento epidemiológico em que as principais causas de morte e adoecimento estão relacionadas a essas doenças, sendo que os fatores de risco envolvem má alimentação, tabagismo, uso excessivo de álcool e inatividade física. Em sua tese de doutorado, ele chegou a pesquisar o aumento do risco para esses fatores em estudantes universitários de uma instituição de nossa região. “A promoção de práticas esportivas vai ao encontro de políticas de promoção da saúde. Alguns números do meu estudo indicam que, ao final do curso de graduação: 48,84% dos formandos estarão acima do peso; 89,06% apresentarão maus hábitos alimentares; 62,87% serão fumantes; 89,69% usarão álcool; e 25,05% serão sedentários. Assim, fica explícito o papel de entidades gestoras da assistência estudantil na promoção de saúde e prevenção de doenças para nossa comunidade e para a sociedade brasileira”, relata.

A política de assistência estudantil da UNIFAL-MG é norteada pelo Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes), que tem  como objetivo viabilizar a igualdade de oportunidades entre os estudantes e contribuir para a melhoria do desempenho acadêmico e permanência no curso de graduação. Dentre as áreas que recebem apoio do Pnaes está o esporte, a saúde e a cultura.

Atividade física na UNIFAL-MG

No momento, a Instituição oferece as seguintes oportunidades durante o período letivo para quem deseja praticar atividades físicas:

Os projetos “Pilates prevenção e saúde” e “Mat pilates na Unati” tem como objetivo promover a saúde e a qualidade de vida por meio de exercícios do método Pilates aos servidores da Universidade e aos idosos que frequentam o projeto de extensão Unati. Coordenado pelo Prof. Dennis, os projetos acontecem semanalmente com duas sessões de atendimentos semanais, sendo para os servidores nas segundas e quartas às 7h e às 17h e para os idosos nas terças e quintas às 17h. O local das atividades é no prédio L, sala 106, na sede. O projeto também atende no estúdio de pilates, localizado dentro da clínica de Fisioterapia na Unidade Educacional Santa Clara em diversos horários de segunda à sexta.

Já o projeto “Atividade física na UNIFAL-MG: corrida e treinamento funcional”, também coordenado pelo Prof. Dennis, busca a promoção da saúde e bem-estar da comunidade interna e externa da Universidade, por meio da corrida, exercícios funcionais e condicionamento aeróbico. De acordo com o Prof. Dennis, a proposta visa incentivar a prática de atividades físicas, diminuir o índice de sedentarismo da população, melhorar autoestima, qualidade de vida, saúde mental e condicionamento físico, além de prevenir patologias musculoesqueléticas e cardiovasculares. O local das atividades é no prédio L, sala 106, na sede. As sessões são semanais na segunda e quarta, das 18h às 19h.

A previsão de retorno dos projetos é em abril. Acompanhe as informações no site: www.unifal-mg.edu.br/cias/qvt/nossosprojetos

Fique atento também ao Programa “UNIFAL-MG Sem Estresse”, que conta com atividades físicas, esportivas, culturais e recreativas para promoção da saúde. Saiba mais sobre as ações realizadas em 2019!

Copy link
Powered by Social Snap