Universitários de todo país participam de pesquisa da UNIFAL-MG que busca identificar a influência das medidas de prevenção à Covid-19 na vida social

Docentes da Escola de Enfermagem da UNIFAL-MG estão desenvolvendo uma pesquisa para compreender como estudantes universitários elaboram suas opiniões a respeito das medidas de prevenção comunitária à Covid-19. O estudo, proposto pelos professores Murilo César do Nascimento, Roberta Seron Sanches e Rogério Silva Lima, busca analisar como compreendem esse momento e como estão se comunicando a partir desse entendimento.

“A ideia para proposição dessa pesquisa decorreu de reflexões e inquietações que tivemos, como professores e enfermeiros, a respeito da influência das medidas de prevenção da Covid-19 na vida social e na configuração do comportamento das pessoas, particularmente dos estudantes universitários”, explica Prof. Rogério.

Segundo o docente, a pandemia modificou a forma como as pessoas vivem e, com isso, estamos todos expostos a informações e recomendações novas, que até então eram estranhas para grande maioria. Mesmo com o grande volume de informações repassadas pela mídia sobre a necessidade do uso de máscaras para sair de casa, de álcool em gel para higienização das mãos e de isolamento social, o professor afirma que a conscientização é ainda algo difícil de despertar. “Embora as informações sejam repetidamente veiculadas pelos órgãos governamentais e pela mídia, sabe-se que a adesão (ou não) a tais medidas é um fenômeno complexo, que envolve fatores de ordem social, política, econômica e cultural e que não pode ser explicada a partir de um ponto de vista que desconsidere o sujeito, no contexto singular da experiência que atravessa”, diz, justificando a necessidade de pesquisas que busquem analisar como as pessoas compreendem esse momento e se comunicam a partir desse entendimento.

Para realizar o estudo, o grupo elaborou um formulário a fim de coletar depoimentos de estudantes universitários. O convite para participação foi divulgado por meio de grupos, associações e comunidade virtuais, redes sociais, bem como por grupos de contatos do WhatsApp. “Até a data contamos com mais de 780 participantes, distribuídos por todos os estados do país”, conta Prof. Rogério.

O pesquisador argumenta que o conhecimento de aspectos sobre opiniões dos estudantes acerca das medidas de prevenção comunitária à Covid-19 poderá ajudar gestores e profissionais de saúde adequarem ações de prevenção de acordo coma  realidade dos indivíduos. “Acredita-se que a modelagem de tais medidas, aproximando-as, dentro do possível, ao contexto loco-regional de cada comunidade distinta, pode contribuir para uma menor resistência às ações necessárias à mitigação da pandemia de Covid-19”, avalia.

A coleta de dados se encerrou na sexta-feira, 29/05, e agora o grupo de pesquisadores parte para a análise. “Em breve parte da proposta da pesquisa será submetida a edital específico de Iniciação Científica a ser desenvolvida pela aluna Thais Cristina de Aquino Lima, do primeiro período curso de Medicina da UNIFAL-MG”, finaliza Prof. Rogério.

Copy link
Powered by Social Snap