Pela primeira vez, a Universidade realizará a Semana Nacional de Museus virtualmente; evento começa nesta segunda-feira, 04/05, com programação focada em discutir igualdade, diversidade e inclusão

Começa nesta segunda-feira, 04/05, a 12ª Semana Nacional de Museus na UNIFAL-MG, que nesta edição, de forma inédita, será realizada virtualmente, em função da pandemia de coronavírus e a consequente necessidade de distanciamento social.

A programação, voltada para o tema “Museus e patrimônios para a igualdade: diversidade e inclusão”, vai até dia 07/05 e pode ser acompanhada on-line na sala virtual disponível no endereço https://www.unifal-mg.edu.br/snmuseus/sala-virtual/

A partir das 19h, representantes da Reitoria, da Pró-Reitoria de Extensão e da Coordenação do evento participarão da solenidade de abertura, que contará também com a apresentação cultural do projeto de extensão Madrigal Renascentista.

Na sequência, o público poderá prestigiar a conferência “Museus para a Igualdade: diversidade e inclusão” com a convidada Rita de Cassia Colaço Rodrigues, doutora em História Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Na terça-feira, 05/05, a programação contará com mesa-redonda sobre o tema “Memórias e Diversidades: patrimônios invisibilizados” com a participação da professora Suane Felippe Soares, da Universidade Federal do Rio de Janeiro; professora Jaqueline Gomes de Jesus, do Instituto Federal do Rio de Janeiro; Marina da Silva Pinheiro do projeto: #museologiapresente da UNIRIO, e Carolina Paiva Zanesi Gomes, do projeto: Musealiza-a-ação-UNIRIO. A mesa-redonda terá início às 9h.

Ainda no dia 05, os documentos enviados para os Anais da Semana serão apresentados sob a coordenação do professor Vinícius Monção, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a partir das 14h. Após a apresentação dos trabalhos, o público poderá participar de um bate-papo sobre o documentário “LGBT+60: Corpos que Resistem”, com Yuri Fernandes, repórter e editor do projeto #Colabora. A Coordenação do evento sugere assistir aos episódios do documentário neste link, antes do encontro virtual.

“Direitos humanos para humanos direitos?” será a temática do minicurso que será ministrado pela professora Débora Felício Faria da UNIFAL-MG e Anete Perrone, coordenadora de Direitos Humanos da Prefeitura Municipal de Alfenas na quarta-feira, 06, às 14h. Neste mesmo dia, às 19h, haverá a mesa-redonda “Patrimônios e Movimentos sociais para a Igualdade: diversidade e inclusão” com os convidados: Marcos Bertachi (Setor de Formação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra); Sander Simaglio (Fundador do Movimento Gay de Alfenas-MG); Wall Alves (Secretaria de Saúde de Alfenas); Rodrigo Mikelino (Representante do Movimento Negro de Alfenas). A mesa será coordenada pela professora Marta Gouveia de Oliveira Rovai da UNIFAL-MG.

Na quinta-feira, 07, o público terá oportunidade de acompanhar outras duas mesas-redondas:

– “Museus e Patrimônios para a Igualdade: diversidade e inclusão” às 9h, com a participação de Isabel Maria Carneiro de Sanson Portella, museóloga do Museu da República; Edson Brandão, do Museu da Loucura de Barbacena-MG; Sandra Benites, antropóloga do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand. A coordenação da mesa ficará a cargo de Henrique de Vasconcelos Cruz, da Divisão de Estudos Museais e Ações Comunitárias da Fundação Joaquim Nabuco;

– “O papel da Universidade na luta por Direitos Humanos” às 14h, encerrando o evento. Participarão desta mesa-redonda, os professores da UNIFAL-MG: Marta Gouveia de Oliveira Rovai; Lívia Monteiro e Benício Bruno da Silva. A professora Débora Felício Faria, também da Universidade, será responsável pela coordenação da mesa.

Mais informações: https://www.unifal-mg.edu.br/snmuseus/

Copy link
Powered by Social Snap