“Tratado de Dor Neuropática” – Carlos Marcelo de Barros et al.

A obra “Tratado de Dor Neuropática”, publicada pela editora Atheneu, sob o patrocínio institucional da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED), propõe-se a ser um livro de consulta e adoção obrigatórias para todos os envolvidos com a dor neuropática. Entre os coautores, está o professor Carlos Marcelo de Barros, da Faculdade de Medicina da UNIFAL-MG. O livro se destina a anestesiologistas, intervencionistas da dor, neurocirurgiões, oncologistas, ortopedistas, fisioterapeutas, residentes em anestesiologia, neurocirurgia, oncologia, ortopedia, fisioterapia e demais profissionais de atuação no tratamento da dor neuropática.

O livro foi idealizado pelas médicas Mariana Camargo Palladini – docente da Pós-Graduação de Dor e de Medicina Intervencionista em Dor do Hospital Israelita Albert Einstein – e Anita Perpétua Carvalho Rocha de Castro – coordenadora do Itaigara Memorial Clínica da Dor e do Comitê de Dor Neuropática -, que reuniram diversos profissionais renomados na área da Medicina da Dor no Brasil para contribuírem na confecção da obra.

Conforme apresentado na obra, a dor neuropática é conceituada como “aquela que ocorre como consequência direta de uma doença ou lesão que afeta o sistema somatossensitivo”. A escrita da obra surge da consideração de que essa dor tem uma prevalência de 8% na população geral e, por ter um impacto negativo na qualidade de vida dos pacientes, representa um desafio aos profissionais de saúde.

No total, o livro reúne 19 seções e 122 capítulos, os quais apresentam o estudo desenvolvido de maneira abrangente, possibilitando os melhores e mais atuais conhecimentos sobre a dor neuropática, bem como a sua investigação, clínica, diagnóstico, prevenção e tratamento.

Carlos Marcelo de Barros – professor da Faculdade de Medicina da UNIFAL-MG e um dos coeditores da obra. (Foto: Arquivo Pessoal)

Feito para abranger os principais temas para pesquisas na área, “Tratado de Dor Neuropática” contém escrita moderna, com o objetivo de contribuir para o conhecimento dos interessados no tema, e totaliza 1.176 páginas em linguagem fluida, explicativa e atualizada, com capítulos bem estruturados. “Trata-se de um livro que vem preencher uma importante lacuna na formação médica e na ciência no Brasil e, principalmente, em língua portuguesa”, salienta o professor Carlos Marcelo de Barros. De acordo com o profissional, a publicação do Tratado de Dor Neuropática em português é inovadora pelo fato de publicações na área de Medicina da Dor serem, em maioria, publicados em língua inglesa.

Além disso, o docente destaca: “no ano de 2022, eu assumo a direção científica da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor, e, assim, a gente vai ter um longo caminho para continuar com esses projetos e com as publicações para nos ajudar, de alguma forma, a criar um Brasil sem dor, que é o grande objetivo de todos que estão atuando nessa área”, finaliza.

O lançamento do livro aconteceu durante o 15º Congresso Brasileiro de Dor (CBDOR) ocorrido em setembro de 2021.

Para saber mais, confira o link de venda de “Tratado de Dor Neuropática”: https://www.atheneu.com.br/produto/tratado-de-dor-neuropatica-259

*Jaíne Reis Martins é estagiária da Diretoria de Comunicação Social da UNIFAL-MG

Copy link
Powered by Social Snap