Equipe da UNIFAL-MG integra grupo multiprofissional em Lar São Vicente de Paula, de Alfenas, com ações de assistência farmacêutica e prestação de serviços clínicos aos idosos da instituição; conheça o projeto de extensão “FarmaLar”

Tendo em vista o aumento da população de idosos no Brasil e os riscos do uso simultâneo de medicamentos, equipe da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNIFAL-MG iniciou um novo projeto de extensão, intitulado “Assistência Farmacêutica no Lar São Vicente de Paula de Alfenas-MG – FarmaLar”. A iniciativa oportuniza a discentes de graduação a prática de gestão e prestação de serviços clínicos aos idosos institucionalizados, a fim de identificar necessidades terapêuticas, problemas relacionados a medicamentos e monitoramento de parâmetros fisiológicos.

Coordenado pelas farmacêuticas Danielle Aparecida Ferreira de Oliveira Marrafon e Milena Carla Espósito, o projeto surgiu em maio de 2022. “A idade avançada traz consigo o aumento da prevalência das doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e hipertensão arterial, que fazem do idoso um potencial usuário de medicamentos, especialmente a polifarmácia. A partir da necessidade de aperfeiçoamento da assistência farmacêutica na Instituição de Longa Permanência (ILP) do município de Alfenas, criou-se o FarmaLar”, explicaram as coordenadoras.

Equipe do projeto FarmaLar reunida na Sede, em Alfenas. (Foto: Arquivo Pessoal)

No desenvolvimento do projeto, os discentes da UNIFAL-MG praticam atividades com foco na revisão da farmacoterapia individualizada, em busca de segurança e eficácia, e interagem com a equipe multiprofissional que acompanha os idosos. A supervisão é feita pela farmacêutica Valéria de Praga Rocha Marques. As ações ocorrem em escalas, de segunda a sexta-feira.

“O projeto FarmaLar leva para uma população específica a atualização e aperfeiçoamento da assistência farmacêutica que lhes é fornecida. Dá visibilidade ao farmacêutico, de forma ativa, proporcionando melhoria da qualidade de vida dos idosos, economicidade à instituição e experiência profissional aos discentes”, pontuou a farmacêutica Milena Carla Espósito.

Na opinião dos estudantes, o projeto enriquece a formação acadêmica e possibilita o crescimento pessoal. “Nunca tinha visitado um asilo, então o primeiro contato foi através do projeto. No começo, me senti sensibilizada de estar no local, mas percebi a importância de assistência farmacêutica. Participar das atividades é poder transmitir um pouco do que aprendemos na faculdade para pessoas que tanto precisam disso. Me faz querer sempre ajudar e só tem agregado na minha formação”, disse a universitária Yngrid Helena Silva. 

“Participar do FarmaLar está sendo muito gratificante para mim. Estou tendo a oportunidade de acompanhar casos clínicos e avaliações de medicamentos padronizados e não padronizados. Tem sido um grande período de crescimento profissional e pessoal”, completou o discente Guilherme Augusto Batista Miranda. Além de Guilherme Miranda e Yngrid Silva, a equipe discente participante em 2022/1 é composta por Eduarda Lemos Monteiro, Giselly Karoline Paiva da Silva, Daniela Aparecida Silvério da Silva e Bruna de Oliveira Pereira.

As inscrições para participar do FarmaLar são abertas anualmente e divulgadas no Instagram do projeto. Podem participar acadêmicos do curso de Farmácia a partir do segundo período.

“O FarmaLar permite interação e troca de conhecimento e experiência entre a comunidade assistida, comunidade acadêmica e a equipe multiprofissional do Lar São Vicente de Paula. Espera-se que, no desenvolver do projeto, os discentes participantes adquiram maturidade e crescimento sob vários aspectos (social, profissional e emocional) através da prática profissional orientada”, encerrou Milena Carla Espósito.

Confira o Instagram do projeto: https://www.instagram.com/projetofarmalar/

Fotos: Arquivo Pessoal