Formandos da UNIFAL-MG comemoram conclusão de ensino superior em formaturas inspiradoras que encerram os eventos de colação de grau de 2021; Universidade gradua 649 novos profissionais neste ano

Um dos momentos mais aguardados ao se ingressar no ensino superior é a conquista e comemoração do tão sonhado diploma. Nos dias 26 e 30/11, universitários vivenciaram esse momento singular de formação acadêmica – a conclusão de curso de graduação na UNIFAL-MG. Transmitidas por webconferência, as cerimônias concederam a outorga de grau a discentes dos cursos de Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia, Ciências Atuariais, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas (Bacharelado), Farmácia, Medicina, Nutrição e Odontologia. As colações de grau encerraram as cerimônias de 2021. Neste ano, mesmo com as limitações de atividades práticas devido a pandemia de covid-19, a UNIFAL-MG formou novos 649 profissionais das mais diversas áreas. 

Formatura do campus Varginha 

Na tarde de sexta-feira, dia 26/11, participaram da solenidade de colação de grau 63 graduandos, o reitor da UNIFAL-MG, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, coordenações dos cursos, direção do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, patronos e paraninfos. Os formandos comemoraram o momento com a presença virtual, por chat, de familiares e amigos. 

O formando Lucas Toledo Pereira, do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia, proferiu o juramento na cerimônia. (Foto: Arquivo Pessoal)

O juramento da colação de grau foi proferido pelo formando Lucas Toledo Pereira, seguindo os objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil contidos no artigo 3º da Constituição Federal. Os demais formandos, um a um, confirmaram os votos de seguir os preceitos da ética, da liberdade e da diversidade, bem como de exercer a profissão buscando a construção de uma sociedade livre, justa e solidária.

No momento de celebração, a oradora Ana Julia Diniz Mesquita, bacharela em Ciências Econômicas, deixou uma mensagem de agradecimento à Universidade, aos professores, aos colegas e aos familiares. Durante a fala, a oradora mencionou os aprendizados construídos ao longo da graduação, como a possibilidade de questionar, respeitar e amadurecer. “Estamos hoje, aqui, encerrando um ciclo completamente diferentes das pessoas que entraram na faculdade anos atrás. Saímos maduros o suficiente para entender que ainda vamos enfrentar barreiras, que ainda vamos precisar nos dedicar muito para alcançar os novos sonhos, mas que somos capazes de tudo isso”, disse. 

“Saímos maduros o suficiente para entender que ainda vamos enfrentar barreiras, que ainda vamos precisar nos dedicar muito para alcançar os novos sonhos, mas que somos capazes de tudo isso”, destaca a oradora Ana Julia Diniz Mesquita. (Foto: Arquivo Pessoal)

Outra menção no discurso foi a comemoração da conquista com os amigos que compartilharam sorrisos, lágrimas, risadas e companheirismo.  “Saímos hoje com uma lição não teórica, saímos com a certeza de que os amigos foram fundamentais. Sobre o futuro, o que nos espera a partir de agora é um mistério, mas, graças à oportunidade de estudar em uma universidade pública, gratuita e de qualidade, estamos prontos para todos os desafios”, salientou a bacharela Ana Julia Diniz Mesquita.

“Aos colegas que vão para o mercado de trabalho, que tenham serenidade para lidar com as diferenças, empatia para tornar o ambiente saudável e coragem para mostrar toda a sua capacidade. Para os que, assim como eu, ainda vão seguir no meio acadêmico, que tenhamos determinação para alcançar nossos objetivos, coragem para defender nossa universidade e astúcia para formularmos nossas ideias e termos opinião crítica”, encerrou. 

Em seguida, a cerimônia contou com pronunciamentos emocionantes de coordenadores, paraninfos e patronos sobre desafios e conquistas vivenciados pelos recém-formados, bem como sobre os novos percursos após a graduação. “Hoje é dia de celebração, mas também de olhar para trás e refletir sobre as dificuldades para chegar a esta etapa. Vocês tiveram que ter coragem e ousadia para correr atrás e sair da zona de conforto; deixar a família e começar a perceber as responsabilidades impostas pela vida. Tiveram que saber escolher entre tantos desafios e caminhos, com uma função difícil pela frente: administrar a própria liberdade”, mencionou a professora Luciene Resende Gonçalves, paraninfa do curso de Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia. 

A professora Luciene Resende mencionou os desafios e as escolhas que permearam o caminho da graduação dos formandos. (Foto: Reprodução/Youtube)

“Além do título acadêmico, gostaria que levassem também, hoje, a missão de defender o espaço público onde se formaram, trocaram experiências e aprendizados. […] Trabalhem para que tenhamos um mundo melhor, menos desigual e mais tolerante, afinal, o sol nasceu para todos. Façam como ele: iluminem onde estiverem, com o que tiverem de melhor”, acrescentou a docente. 

A gratidão e a busca por uma atuação profissional comprometida também foram os destaques na fala do patrono do curso de Ciências Atuariais, Prof. Reinaldo Antônio Gomes Marques.  “Primeiro, sejam gratos por aqueles que abriram a porta para vocês. Se, hoje, conseguiram conquistar um sonho, muitas pessoas se empenharam anteriormente para criar toda a estrutura e conhecimento que foi passado a todos vocês, alunos. Segundo, sua trajetória acadêmica concluída pela graduação não é o fim de uma trajetória educacional, mas sim o começo de uma trajetória profissional que precisa de educação continuada”, enfatizou o docente. Na fala, o Prof. Reinaldo Antônio também destacou a importância de uma juventude inspirada, motivada, empreendedora, cheia de sonhos, ideias e projetos. 

No discurso, o Prof. Reinaldo Antônio encorajou os egressos para as novas oportunidades. (Foto: Reprodução/Youtube)

“Avalie o que você pode contribuir, e não o cargo que darão a você. Faça de verdade e com o coração. Não tenha medo de recomeçar. […] Digo a vocês, meus jovens, que reflitam sobre a seguinte pergunta: ‘Ao final de 30, 40 anos de atuação profissional, como você deseja ser lembrado?’. Com uma jornada que tem uma bela história para contar, não precisa ser espetacular, mas seja sincera, ética e com compromisso com a verdade e o esforço de querer fazer sempre melhor”, completou o docente. 

Também participaram da solenidade o diretor do campus Varginha, Prof. Paulo Roberto Rodrigues de Souza; a diretora do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Profa. Letícia Lima Milani Rodrigues; o coordenador do curso Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia e paraninfo da turma de Ciências Contábeis, Prof. Vinícius de Souza Moreira; o vice-coordenador do curso de Ciências Atuariais, Prof. Leandro Ferreira; a coordenadora do curso de Ciências Contábeis, Profa. Karla Luisa Costa Sabino; a coordenadora do curso de Ciências Econômicas, Profa. Nildred Stael Fernandes Martins; o paraninfo da turma de Ciências Econômicas, Prof. Fernando Batista Pereira; a paraninfa da turma de Ciências Atuariais, Profa. Alice Silva Duarte; a patronesse da turma Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Economia, Profa. Débora Juliene Pereira Lima; o patrono da turma de Ciências Econômicas, Prof. Thiago Fontelas Rosado Gambi; e o patrono da turma de Ciências Contábeis, Prof. Hugo Lucindo Ferreira.

No pronunciamento, o reitor da UNIFAL-MG, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, destacou a valorização das universidades públicas para as gerações futuras. (Foto: Reprodução/Youtube)

Ao final da cerimônia, o reitor da UNIFAL-MG, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, reforçou a importância de se defender as universidades públicas e valorizar a história e equipe das instituições de ensino superior público, gratuito e de qualidade. “A universidade pública, para que ela pudesse existir para vocês e possa continuar existindo para as gerações futuras, ela precisa da ação humana, da ação social, da ação política de todos e todas. […] A defesa da universidade pública é absolutamente necessária para que o bem produzido para vocês, e não somente para vocês, mas para toda a sociedade, através da pesquisa e da extensão, para que este bem possa ser perpetuado no tempo, ele precisa do nosso compromisso, da nossa ação”, destacou. A cerimônia completa está disponível no Youtube da UNIFAL-MG. 

Colação de grau do curso de Medicina

As formaturas por webconferência continuaram na manhã do dia 30/11, às 9h, com a conclusão de curso de novos médicos e médicas formados pela UNIFAL-MG. Na oportunidade, estiveram presentes 43 formandos, acompanhados da diretora da Faculdade de Medicina, Profa. Evelise Aline Soares, e da coordenadora do curso de Medicina, Profa. Sílvia Graciela Ruginsk Leitão. O reitor da UNIFAL-MG, Prof. Sandro Amadeu Cerveira, conduziu a cerimônia solene.

A formanda Yasmin Sendrete de Carvalho Oliveira Leite proferiu o juramento na colação de grau do dia 30/11. (Foto: Arquivo Pessoal)

Quem proferiu o juramento foi a médica Yasmin Sendrete de Carvalho Oliveira Leite. A oradora da turma foi a médica Lithany do Monte Carmello, que, em homenagem aos colegas, relembrou histórias da turma 03. “Todos os momentos [vividos pela turma] serviram para nos lapidar e, num processo minucioso, nos transformar em indivíduos conscientes de nossa própria necessidade; filhos independentes e admiradores dos raros momentos em família; amigos que, mesmo distantes, prezam pelo bem-estar dos nossos; e médicos sensatos, respeitosos e zelosos com os pacientes”, destacou Lithany Carmello.

No pronunciamento, a oradora relembrou momentos e jargões da turma 03. (Foto: Arquivo Pessoal)

Na continuação do discurso, a egressa falou sobre preservar a calmaria mesmo nos momentos mais atribulados. “Gostaria de desejar a todos nós que sejamos capazes de seguir nossas paixões ao mesmo tempo que nos mantemos fiéis a nós mesmos, e que trilhemos os mais belos caminhos”, acrescentou. 

“O nosso desejo era de fato dar um abraço apertado em cada um de vocês, mas hoje a gente está aqui para celebrar a alegria”, celebrou a Profa. Sílvia Graciela Ruginsk Leitão. (Foto: Reprodução/Youtube)

O evento on-line também contou com a participação das professoras Sílvia Graciela Ruginsk Leitão e Evelise Aline Soares, que deixaram mensagens aos recém-formados. “A turma 03 foi, sem dúvida, uma das mais afetadas do curso pela pandemia. Se 2020 foi um ano desafiador, nem imaginávamos o que estava por vir em 2021, em todos os aspectos: epidemiológicos, social, acadêmico, pessoal, profissional. […] O nosso desejo era de fato dar um abraço apertado em cada um de vocês, mas hoje a gente está aqui para celebrar a alegria. Nós estamos celebrando o encerramento de um ciclo, e é muito importante celebrar essa vitória, uma vitória que é de um esforço conjunto de todas essas pessoas que mencionei, que é impossível listar: vocês, seus pais, os nossos professores, todas as instâncias da nossa Universidade”, agradeceu a Profa. Sílvia Leitão, desejando, em seguida, sucesso e aprendizado no início da nova jornada dos médicos e médicas, que seguem para a etapa de residência. 

“Sempre busque a felicidade: vocês sendo felizes e fazendo os outros felizes”, enfatizou a Profa. Evelise Soares. (Foto: Reprodução/Youtube)

“Vocês agora têm outros desafios de exercer a medicina, de continuar levando o conhecimento científico para os pacientes, os colegas, as equipes, de se manter nos estudos, escolher uma especialidade, que é algo também que, talvez, pelo fato de formarem muito jovens, vocês estão com muitas incertezas. Então, sejam sempre felizes. Busquem o que vá deixar a vida de vocês melhor. Não gostou de uma residência? Mude, é possível fazer mudanças. Sempre busque a felicidade: vocês sendo felizes e fazendo os outros felizes”, complementou a Profa. Evelise Soares. 

Nos comentários, felicitações também foram presença marcante: “Que sejam todos profissionais que abracem a missão, com humildade e amor, sempre!!! Parabéns a todos os médicos que hoje ingressam em nossa sociedade! Sei que vão fazer a diferença!!”, desejou a espectadora Amélia Oliveira. 

A solenidade completa, a qual registrou a presença calorosa, a distância, de familiares e amigos dos formandos, está disponível no link: https://youtu.be/oweoq0DNp0o

A conclusão da graduação de formandos dos cursos de Farmácia, Nutrição e Odontologia 

Relatos e agradecimentos emocionantes encerraram a tarde de solenidades na UNIFAL-MG, com a graduação de formandos dos cursos de Farmácia, Nutrição e, em especial, da 119ª turma de Odontologia, que homenageia, em nome, a funcionária Terezinha do Rosário dos Santos. Por 34 anos, Terezinha se dedicou como agente do serviço público na Faculdade de Odontologia, cativando sorrisos de todos que a conheciam. A solenidade, ao todo, graduou 43 discentes. O evento ocorreu às 14h do dia 30/11. 

O formando Victor Alves Nascimento foi o juramentista da solenidade. (Foto: Arquivo Pessoal)

Para registrar o compromisso dos universitários quanto ao exercício ético das profissões, o formando Victor Alves Nascimento, do curso de Odontologia, proferiu o juramento da colação de grau. Assim como nas outras exibições, o orador da turma, cirurgião-dentista Miler Lucas Santos da Trindade, realizou pronunciamento inspirador para os demais formandos. Na oportunidade, o agora egresso relembrou os desafios do percurso acadêmico, mas destacou: “os momentos felizes sobressaíram”. “[…] a vontade agora é de guardar tudo isso: amigos, a época da faculdade, tudo. Na música intitulada ‘Canção da América’, Milton Nascimento nos lembra que amigo é coisa para se guardar do lado esquerdo do peito, e com certeza do lado esquerdo do peito, aqui no coração, cada um de vocês, professores e formandos, já residem. Há alguns anos, traçamos esse objetivo e iniciamos nossa caminhada. Hoje, o sentimento de realização nos invade e podemos dizer: a missão foi cumprida”, disse. 

“Há alguns anos, traçamos esse objetivo e iniciamos nossa caminhada. Hoje, o sentimento de realização nos invade e podemos dizer: a missão foi cumprida”, comemorou Miler Lucas. (Foto: Arquivo Pessoal)

Durante a fala, o cirurgião-dentista Miler Lucas reforçou o agradecimento à UNIFAL-MG e à educação pública, gratuita e de qualidade. “Hoje, saímos de uma universidade pública superconceituada, e tenho certeza de que seremos ótimos profissionais. Aliás, por estarmos saindo de uma universidade pública, é necessário que nós e toda a sociedade defendamos sempre esse bem público de nosso país. […] Além disso, devemos defender também o nosso querido Sistema Único de Saúde, o SUS.  Aprendemos tanto sobre ele durante a graduação: valorizem-no”, salientou o egresso. Ele continuou: “O que seria de nós sem esse sistema durante a pandemia de covid-19? E, em se falando de pandemia, não podemos nos esquecer de que hoje saímos como profissionais cirurgiões-dentistas, farmacêuticos e nutricionistas. Nos tornamos profissionais da saúde e temos o dever de exercer com maestria essa área”, completou. 

A professora Larissa Santana Rodriguez relembrou a importância de os formandos celebrarem todas as conquistas e os momentos de aprendizado. (Foto: Reprodução/Youtube)

Para encerrar a apresentação, Miler Lucas solicitou, aos formandos, orgulho pela conquista, profissão e formação recebida. “Sejam, acima de qualquer coisa, profissionais humanos. Muitas das vezes, é isso que os pacientes esperam de nós: que sejamos profissionais do coração, da alma e do saber. Afinal, o paciente não é só um paciente, ele é o amor de alguém. Agora, é a hora de fazermos a diferença”, enunciou. 

A professora Maria Rita Rodrigues salientou a defesa de universidades públicas, gratuitas e de qualidade, assim como do SUS. (Foto: Reprodução/Youtube)

 

Ao final da cerimônia, as professoras Maria Rita Rodrigues, diretora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, e Larissa Santana Rodriguez, coordenadora do curso de Odontologia, felicitaram os recém-formados. “Que vocês possam, neste momento, sentir e fazer um ponto na lista de coisas que vocês realizaram. […] Que vocês possam sentir de fato esse momento, porque vocês conseguiram. Ele demorou, mas chegou”, salientou a Profa. Larissa Santana Rodriguez. Na sua fala, a professora Maria Rita parabenizou o discurso inspirador do orador Miler Lucas. “É isso: vamos sempre lutar pela universidade pública, gratuita e de qualidade. Vamos lutar pela manutenção do SUS. Se hoje a gente está conseguindo sair da pandemia, pelo menos, depois de tanta tristeza que passamos, é por causa do SUS”, proferiu. Também participou da cerimônia a representante do curso de Nutrição, Profa. Rosângela da Silva.

A colação de grau se encerrou com pronunciamento do reitor da UNIFAL-MG, Prof. Sandro Amadeu Cerveira. Confira o evento completo neste link.

Fotos: Dicom 

Copy link
Powered by Social Snap